Eleitores dão mais importância aos debates políticos do que a comícios, diz pesquisa DataSenado.

Eleitores dão mais importância aos debates políticos do que a comícios, diz pesquisa DataSenado.

OS ELEITORES BRASILEIROS ESTÃO MUDANDO. UMA PESQUISA REALIZADA PELO DATASENADO REVELOU QUE AGORA ELES DÃO MAIS IMPORTÂNCIA AOS DEBATES POLÍTICOS DO QUE A COMÍCIOS E PASSEATAS.

Os comícios e passeatas não são mais tão importantes para os eleitores brasileiros como antigamente. Cinqüenta e cinco por cento das pessoas ouvidas pelo DataSenado entre os dias 12 e 24 de agosto acreditam que os candidatos deveriam concentrar suas campanhas nos debates políticos. Apenas quinze por cento dos ouvidos disseram achar importante os comícios e passeatas, tão populares até pouco tempo.

Já em relação aos meios de comunicação, os eleitores se mostraram mais conservadores. A pesquisa revelou que a televisão continua sendo o meio de comunicação mais importante: quarenta e cinco por cento dos entrevistados disseram usar esse meio para buscar informações sobre os candidatos. Ainda segundo o levantamento do DataSenado, cinqüenta e nove por cento dos entrevistados não levam em conta as pesquisas eleitorais na hora de decidir seu voto. Também foi apurado na pesquisa que sessenta e seis por cento dos entrevistados são a favor da reeleição.

O senador Mozarildo Cavancanti, do PTB de Roraima, acredita que a reeleição é um instrumento para premiar os bons administradores e legisladores mas acha que ela deveria se dar em outros moldes. (Mozarildo) Se é feita pelos moldes atuais em que um prefeito, um governador, um presidente da república fica no cargo, usando a máquina e faz campanha ao mesmo tempo isso é equivocado. No meu entender nós devíamos adotar aqui um modelo assim: se a pessoa vai para uma reeleição deveria se licenciar do cargo, oito meses. Não que isso garantisse que seu substituto não fizesse as maracutaias que ele faria se estivesse no poder mas a presença física de um governador, de um presidente da república, de um prefeito, comandando sua reeleição e muito ruim para a Democracia. (Patrícia) Outro aspecto mostrado na pesquisa do DataSenado é que os eleitores dão mais importância ao candidato do que ao partido a que ele pertence. Oitenta e cinco por cento dos ouvidos revelaram que na hora do voto só levam em consideração as características do candidato.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  •  
  •  
  •  
  •  

Jarlino Alves

Redator e Jornalista WhatsApp: 84 9 8730-7879

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *