làm thẻ ngân hàng vietcombank mất bao lâu quy trinh tham dinh vay tin chap giao dịch quyền chọn nhị phân đầu tư 2019 ocb dang nhap lai suat tiet kiem ngan hang nao cao nhat

São Rafael Notícias

A informação em tempo real – Sâo Rafael RN

COVID-19 Destaque

Em 1 mês, número de mortes por Covid-19 mais que dobra em Natal, afirma Sesap

O número de mortes por Covid-19 mais que dobrou em Natal entre fevereiro e março. Dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) mostram que, entre os dias 1º e 10 de março, a capital potiguar registrou 70 óbitos provocados pelo novo coronavírus. No mesmo período do mês passado, foram 33 mortes, ou seja, menos da metade.

Em todo o mês de fevereiro, Natal registrou 100 mortes por Covid-19. Isto é, em apenas 10 dias de março, a capital potiguar já tem 70% de todos as mortes provocadas pelo novo coronavírus no mês anterior inteiro. No total, em 1 ano de pandemia, Natal tem 1.484 vítimas da Covid-19 de acordo com a Sesap.

Com isso, já é possível afirmar também que os 10 primeiros dias de março representam, em número de mortes, o segundo pior momento da pandemia em Natal. Apenas em julho de 2020 a situação foi pior. Naquele mês, segundo a Sesap, entre os dias 1º e 10, foram 90 mortes provocadas pela Covid-19 na maior cidade do Rio Grande do Norte.

A capital foi a principal responsável por puxar a alta de mortes no Rio Grande do Norte. A cidade responde hoje por mais de um terço das mortes em todo o Estado. Considerando todos os 167 municípios, foram 198 óbitos entre 1º e 10 de março. Em fevereiro, foram 85 (sendo mais de um terço também em Natal).

Os dados contrastam com as recentes declarações do prefeito Álvaro Dias (PSDB). Nesta quarta-feira 10, em audiência de conciliação no Tribunal de Justiça (TJRN), o prefeito chegou a afirmar – sem apresentar números – que a situação da pandemia agora estaria “muito mais confortável” que em 2020.

“A nossa situação é muito mais confortável do que era no ano passado. Vencemos a pandemia sem toque de recolher”, disse o gestor da capital, ao criticar as medidas restritivas decretadas pelo Governo do Estado no último dia 5 – entre eles, um toque de recolher que restringe a circulação de pessoas das 20h às 6h, na semana, e em tempo integral aos domingos. A medida vale até o próximo dia 17.

Os dados sobre as mortes em Natal foram divulgados pela vereadora Divaneide Basílio (PT). O Agora RN confirmou as informações junto à Secretaria Estadual de Saúde. Pelas redes sociais, a parlamentar enfatizou que, neste mês, a média tem sido de 7 mortes por dia na capital potiguar.

“Esse cenário só reforça a necessidade da Prefeitura aderir a um Pacto pela Vida e adotar as medidas restritivas de isolamento decretadas pelo Governo do RN. Se continuarmos nesse ritmo de morte/dia, poderemos terminar este março – que se desenha como o pior mês da pandemia, com cerca de 217 vidas perdidas para o coronavírus em Natal. Não dá para conciliar com a morte. É preciso ser intransigente na defesa da vida do povo de Natal”, escreveu a vereadora, pelo Twitter.

Sabe a Natal de “calmaria” que “superou a pandemia” do Prefeito Álvaro Dias?

Matou 7 pessoas por dia nessas primeiras duas primeiras semanas de março.

Segundo os dados dos Boletins Epidemiológicos da Sesap, de 1 a 10/03, foram registrados 70 óbitos na capital potiguar*. + pic.twitter.com/TJECYWRXzI— Divaneide Basílio (@diva_vereadora) March 11, 2021

SMS conta apenas óbitos de residentes em Natal

Ao Agora RN, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirmou que, pelos seus cálculos, o número de mortes é menor. A pasta enfatizou que considera apenas os óbitos de casos confirmados na cidade. Pacientes de outras cidades que são transferidos para Natal e morrem na capital não são contabilizados pela SMS.

Com isso, segundo o boletim epidemiológico da secretaria municipal, no total, Natal tem 70 óbitos a menos (no período de 1 ano): 1.379 desde o primeiro registro. Em março, os números foram atualizados pela última vez no dia 8. Até então, eram 23 mortes no mês, de acordo com a SMS.

A SMS não quis comentar a metodologia empregada pela Sesap, que considera o total de mortes registradas na cidade, seja de moradores da capital ou não.

Em entrevistas recentes, o secretário municipal de Saúde, George Antunes, atribuiu o aumento no número de casos de Covid-19 em Natal à desobediência da população às medidas preventivas recomendadas pelas autoridades, como distanciamento social e uso de máscaras.

“A população precisa entender qual é o seu papel nisso tudo. Podemos dividir a responsabilidade dessa situação em 20% para o poder público, seja municipal, estadual ou federal, e 80% para a população. A situação estava controlada, tanto no interior quanto na capital. Das eleições para cá, o que vimos foi um afronte, uma desmoralização do poder público e atentado à saúde pública”, disse o secretário em entrevista ao programa 12 em Ponto, da 98 FM, no último dia 25.

Casos

O mês de março também tem registrado um aumento no número de novos casos confirmados da Covid-19. Nesta quinta-feira 11, segundo a Sesap, a cidade ultrapassou a marca de 50 mil diagnósticos da doença. Agora, são exatamente 50.072 contaminados pelo novo coronavírus desde março do ano passado.

Apenas entre 1º e 10 de março, foram confirmados 2.970 casos da doença só na cidade. No mesmo período de fevereiro, foram 1.948.

Pelas contas da SMS, porém, o número é até maior. Até o dia 8 de março, eram 51.495 casos confirmados da doença na cidade, segundo a pasta.

Mortes por Covid-19 em Natal

2020*
Abril: 2
Maio: 9
Junho: 63
Julho: 90
Agosto: 25
Setembro: 8
Outubro: 4
Novembro: 7
Dezembro: 23

2021*
Janeiro: 31
Fevereiro: 33
Março: 70

Total de mortes em 11/03/2021: 1.484
Total de casos confirmados em 11/03/2021: 50.072

*Entre os dias 1º e 10 de cada mês.

Fonte: Sesap

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  •  
  •  
  •  
  •  

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *