São Rafael Notícias

A informação em tempo real – Sâo Rafael RN

Destaque Rio Grande do Norte Social

Rio Grande do Norte: A cada 03 dias uma mulher é morta de forma brutal, revela pesquisa.

A cada três dias uma mulher é vítima de morte violenta no Rio Grande do Norte. O levantamento dos dados, realizado pela Rede de Pesquisa OBVIO Observatório da Violência da UFRN, levou em consideração as ocorrências registradas entre 2011 e 2020.

O cenário de violência é tido como alarmante pelas pesquisadoras Jordana Cristina de Jesus e Kelly Christina da Silva Matos Pereira, professora e mestranda do Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem), respectivamente.

A observação de índices de mortes violentas de mulheres no RN trouxe as seguintes conclusões: 83,7% das vítimas tinham idade entre 15 e 49 anos. Embora menos frequente, as mortes violentas de meninas também ocorreram: em 10 anos, foram 58 mortes de meninas de até 14 anos. Embora as mulheres negras representam 56,4%, elas foram alvo em 76,2% dos casos de mortes violentas.

Fonte: Rede OBVIO

Pandemia e a violência contra a mulher

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), ressaltam as pesquisadoras, vem constantemente alertando sobre a persistência da violência por razões de gênero contra mulheres e meninas na América Latina. Além do quadro preocupante, a pandemia de covid-19 trouxe uma maior preocupação pois as mulheres passaram a conviver durante mais tempo com seus agressores. Há estimativas de que tenha ocorrido um aumento de 15 milhões de casos de violência baseadas no gênero em todo o mundo, apenas nos primeiros três meses de isolamento.

No ano passado o Observatório do Nordeste para Análise Sociodemográfica da Covid-19 (ONAS-Covid19) chamou a atenção para a possibilidade de sub-registro da violência contra as potiguares durante a pandemia e também para os riscos de retrocessos no combate à violência de gênero.

A Rede Observatório da Violência – OBVIO da UFRN é formada por professores e pesquisadores e alunos dos departamentos de Demografia, Políticas Públicas, Turismo e Saúde Coletiva.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  •  
  •  
  •  
  •  

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *