São Rafael Notícias

A informação em tempo real – Sâo Rafael RN

Política Rio Grande do Norte

Governo do RN cancela pagamento de diária de Fátima para suposta ida ao casamento de Lula e Janja

O governo do Rio Grande do Norte anunciou nesta terça-feira (24) que a governadora Fátima Bezerra (PT) não receberá pagamento pelas diárias solicitadas para ir a São Paulo entre os dias 17 e 19 de maio. A liberação do dinheiro foi brecada pelo secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves Júnior, que não autorizou o pagamento.

Ricardo Stuckert

Como mostrou o PORTAL DA 98 FM, a governadora havia solicitado diárias para se deslocar a São Paulo neste período para participar de uma agenda oficial na capital paulista, mas também do casamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com a socióloga Rosângela Silva, a Janja.

De acordo com o Portal da Transparência do governo do Estado, a petista solicitou R$ 1.643,61. Por regra, as diárias só podem ser pagas aos agentes públicos em caso de deslocamentos oficiais a serviço do governo do Estado. O pagamento não é permitido para lazer ou eventos sociais. Um decreto assinado pela própria governadora em janeiro de 2020 regulamentou essa regra.

À reportagem, o governo do Estado justificou que a governadora havia solicitado recursos públicos para a viagem porque teve um compromisso oficial em São Paulo que estava marcado há bastante tempo. Fátima teve uma reunião com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Josué Gomes.

O governo decidiu cancelar o pagamento em função do desgaste provocado e para dirimir dúvidas sobre possível má utilização do dinheiro.

Outras diárias

O PORTAL DA 98 FM mostrou também que a governadora solicitou verba pública do governo do Estado para bancar outros dois encontros com o ex-presidente Lula em São Paulo, além da ida na semana passada ao casamento.

De acordo com o Portal da Transparência do governo, Fátima solicitou quase R$ 4 mil para viajar a São Paulo entre os dias 7 e 10 de fevereiro e 9 e 11 de março. Nas duas ocasiões, ela justificou o uso da verba pública com agendas oficiais e institucionais na capital paulista, mas também teve encontros com Lula – registrados, inclusive, nas redes sociais.

Sobre essas duas diárias, o chefe da Assessoria de Comunicação do governo, Daniel Cabral, afirmou que não há ilegalidades. “O que a governadora faz depois das agendas oficiais não é ilegal. Todas as vezes em que ela for a São Paulo por qualquer motivo, ela pode visitar Lula. Ela também pode ir no PT. O que ela faz depois da agenda administrativa é da vida normal de uma pessoa qualquer. Tanto ela como qualquer servidor têm vida após o expediente”, comentou.

Com informações da 98 FM

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  • 11
  •  
  •  
  •  

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.