cách kích hoạt thẻ atm ebanking vib tỷ giá citibank detect là gì ngân hàng indovina bank

São Rafael Notícias

A informação em tempo real – Sâo Rafael RN

Destaque Política

Manifestantes a favor do voto impresso realizam protesto na capital potiguar

O ato tem como objetivo pressionar as instituições federais a realizarem a mudança no sistema eleitoral brasileiro


As informações são da redação 98 FM Natal

Na tarde deste domingo (1°) movimentos sociais de direita realizaram um protesto nacional em defesa da adoção do voto impresso para as eleições a partir de 2022. A manifestação, que contou com o apoio do movimento “Nas ruas”, teve início na capital potiguar às 15h, com concentração na Avenida Engenheiro Roberto Freire, em Ponta Negra.Os manifestantes cruzaram as principais ruas da capital potiguar e se reuniram com os demais apoiadores no shopping Midway Mall, onde houveram discursos em defesa da mudança no sistema eleitoral brasileiro.  

O ato tem como objetivo apoiar o governo do presidente Jair Messias Bolsonaro e pressionar as instituição federais para a aprovar o uso do voto impresso auditável no Brasil.

Voto impresso 

A discussão em defesa do voto impresso no Brasil ganhou força nos últimos meses com as declarações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro. O mesmo acusa o modelo atual de urnas eletrônicas de não serem confiáveis e com altos riscos de fraudes. Em pronunciamento em suas redes sociais oficiais, Bolsonaro alegou que na eleição na qual se tornou presidente , em 2018, ocorreram fraudes nas votações. Bolsonaro e seus apoiadores querem que, a partir da próxima eleição presidencial, o voto de cada eleitor seja impresso e depositado de maneira automática em uma urna de acrílico. Segundo o presidente, o novo modelo trará a possibilidade de apuração manual dos votos caso haja acusação de fraude no sistema das urnas eletrônicas.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), responsável pela organização das votações brasileiras, refuta as acusações de vulnerabilidade do sistema eletrônico. Em nota, diz que utiliza o que há de mais moderno em tecnologia para garantir “a integridade, a confiabilidade, a transparência e a autenticidade do processo eleitoral”.

“Desde que foi adotada, em 1996, a urna eletrônica já contabiliza 13 eleições gerais e municipais, além de um grande número de consultas populares e pleitos comunitários, sempre de forma bem-sucedida, sem qualquer vestígio ou comprovação de fraude”, afirma o TSE.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  •  
  •  
  •  
  •  

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *