São Rafael Notícias

A informação em tempo real – Sâo Rafael RN

Mundo

Rússia diz que vai atacar locais onde funcionam serviços de segurança em Kiev, dizem agências

Mais cedo, houve uma explosão na cidade de Kharkiv em um prédio onde funciona o governo local. Países marcaram uma 2ª rodada de negociações, mas tropas russas avançam em direção a Kiev. Total de refugiados já ultrapassa meio milhão. ONU faz reunião de emergência.

Forças do Kremlin estão se reagrupando próximo ao aeroporto de Hostomel, a pouco mais de 30 quilômetros da capital ucraniana.


forcas militares russas avancam nos arredores de kiev 01032022013947682

A Rússia está liderando um enorme comboio militar em direção a Kiev nesta terça-feira (1º), levando as autoridades ucranianas a temer uma estratégia para cercar e invadir a capital e outras grandes cidades do país que enfrentam seu sexto dia de invasão.Advertisementabout:blank

Imagens de satélite da empresa norte-americana Maxar capturaram uma coluna de mais de 60 quilômetros de veículos e artilharia a cerca de 25 quilômetros a noroeste da capital, objetivo principal dessa ofensiva que provocou uma onda de sanções contra Moscou.

O comboio “se estende dos arredores do aeroporto Antonov (cerca de 25 km do centro de Kiev) no sul, até os arredores de Prybirsk, no norte”, disse a empresa de imagens de satélite norte-americana Maxar na noite de segunda-feira.

Desde o início da invasão russa da Ucrânia, este aeroporto tem sido palco de violentos combates. O exército de Vladimir Putin tenta conquistar essa infraestrutura estratégica para tomar a capital.

Kherson

Nas primeiras horas da manhã do horário ucraniano, o exército russo chegou aos portões de Kherson, segundo Igor Kolikhayev, prefeito da cidade no sul da Ucrânia.

“O exército russo está montando postos de controle nas entradas de Kherson. É difícil dizer como a situação se desenvolverá”, escreveu o prefeito no Facebook. “Kherson foi e será ucraniano (…) Kherson resiste!”, acrescentou o prefeito.

As primeiras negociações entre os dois lados, realizadas no dia anterior na Bielorrússia, não culminaram em nenhum tipo de cessar-fogo. De fato, após esses contatos, a Rússia bombardeou áreas residenciais na segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv (nordeste), e outras áreas.

A Ucrânia afirma que o conflito já custou a vida de 350 civis, incluindo 14 crianças. As Nações Unidas estimam as vítimas civis em 102 mortos e 304 feridos, além de mais de meio milhão de exilados, embora reconheça que o saldo pode ser maior.

Nas últimas 24 horas, as forças russas construíram blindados e artilharia para “cercar e controlar Kiev e outras grandes cidades”, disse o Estado-Maior do Exército da Ucrânia no Facebook.

Além da enorme coluna perto do norte de Kiev, as imagens também mostram um novo desdobramento de tropas, com helicópteros de ataque e veículos terrestres, na Belarus, a menos de 30 quilômetros da Ucrânia.

Na capital ucraniana, sob toque de recolher no fim de semana, milicianos voluntários ergueram barricadas improvisadas e reprogramaram sinais eletrônicos de trânsito para alertar os russos de que serão “recebidos com balas”.

R7

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  • 2
  •  
  •  
  •  

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.