Em apenas 16 dias, 39 pessoas morreram à espera de UTI para covid-19 no RN, o aumento vem após o carnaval

Em apenas 16 dias, 39 pessoas morreram à espera de UTI para covid-19 no RN, o aumento vem após o carnaval

Desse total, 23 (58%) foram somente na região metropolitana de Natal. Os números refletem casos em que o pedido de regulação para um leito foi suspenso pelo falecimento do paciente.

Além dos óbitos, o estado teve 43 pedidos de regulação para leitos suspensos por falta de transporte. A região metropolitana foi responsável por 28 cancelamentos desse tipo.

Os dados compilados entre os dias 12 e 28 de fevereiro constam do documento “Rio Grande do Norte: ‘uma nova onda'”, construído por um grupo de pesquisadores do Laboratório de Inovação Tecnológico em Saúde (Lais) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que analisam a situação recente no estado.

A partir do período de carnaval, foi observado aumento de cerca de 48% nas solicitações por internações em leitos covid-19, em um intervalo de duas semanas, somente na região metropolitana de Natal.

O aumento da demanda por leitos levou o estado a determinar toque de recolher das 22h às 5h, além de suspensão de aulas presenciais, cultos, missas entre outras atividades. A capital determinou fechamento da orla marítima nos finais de semana e feriados.

No início da tarde de ontem (1º), o estado estava com 92,7% de ocupação dos leitos críticos para Covid-19, de acordo com o Sistema Regula RN, criado pelo Lais e usado pelo governo do estado para administrar a regulação de leitos para Covid-19 no Rio Grande do Norte.

Pelo menos 12 hospitais com leitos da rede pública estavam com todas as UTIs ocupadas e outros cinco tinham taxa acima de 90%.

“A situação no estado do Rio Grande do Norte é considerada grave” . Apontam os pesquisadores da UFRN.

O relatório também traz informações quanto à taxa de transmissibilidade dos municípios, e considera as consequências das aglomerações no período de campanha eleitoral, Ano Novo e carnaval. Para realizar todas as análises, o laboratório monitorou mais de 140 indicadores sobre o novo coronavírus no estado – todos eles utilizando métodos computacionais.

Quanto aos casos no Rio Grande do Norte, iniciou mês de março com a marca de 167.429 casos confirmados de Covid-19. São 3.608 mortes registradas no estado desde o início da pandemia. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta segunda-feira (1º).

Em relação ao boletim de sexta-feira (26), são 2.379 novos casos e 46 mortes a mais.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  •  
  •  
  •  
  •  

Janiquele Brígida

Redatora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *