São Rafael Notícias

A informação em tempo real – Sâo Rafael RN

Economia Política

Lula decide voltar a cobrar imposto federal sobre combustíveis – GP1

futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), pediu nesta terça-feira (27) para que o governo do atual presidente Jair Bolsonaro (PL) não prorrogue a isenção da taxa do PIS/Cofins sobre os combustíveis.

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). | Sérgio Lima/Poder360

Os impostos estão suspensos só até 31 de dezembro de 2022. O pedido foi feito por telefone ao ministro da Economia, Paulo Guedes. Com informações de Poder 360.

A decisão de Haddad atende a um pedido do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Levei à consideração do presidente um pedido do governo eleito para que o governo atual se abstenha de tomar qualquer medida na última semana que venha a impactar o futuro governo, sobretudo em temas que podem ser decididos em 10 dias, 15 dias, 1 mês, sem atropelo. Para que a gente tenha a sobriedade de fazer cálculo de impacto, verificar trajetória do que a gente espera das contas públicas ao longo dos próximos anos”, disse Haddad.

De acordo com o petista, seu pedido foi genérico e não entrou em detalhes. Ainda segundo o futuro ministro, Guedes respondeu que iria recomendar à equipe atual que não tome nenhuma medida que possa impactar o futuro governo.

Com a retomada da cobrança dos impostos federais, os preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha podem voltar a subir a partir da posse de Lula, em 1º de janeiro.

IMPACTO NOS PREÇOS

Cálculo feito pela IFI (Instituição Fiscal Independente) do Senado Federal à época indica que o impacto da medida seria de:diesel – R$ 0,33 por litro;biodiesel – R$ 0,15 por litro;querosene de aviação – R$ 0,01 por litro;botijão de gás de 13 kg – não seria afetado.Eis a íntegra do levantamento da IFI (4 MB).

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  • 1
  •  
  •  
  •  

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *