Ministério da Saúde vai enviar 160 cilindros de oxigênio ao RN para o reabastecimento dos municípios

Ministério da Saúde vai enviar 160 cilindros de oxigênio ao RN para o reabastecimento dos municípios
cilindros de oxigênio

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), comunicou na noite deste sábado (20) que o Ministério da Saúde vai enviar 160 cilindros de oxigênio para o estado até a próxima quarta-feira (24) para auxiliar no abastecimento às unidades municipais de saúde.

Além disso, a gestora disse que o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), garantiu a disponibilização de concentradores de oxigênio para o Rio Grande do Norte e que eles serão enviados já neste domingo (21). Até a última atualização desta matéria a quantidade não havia sido informada.

“Diante de mais esse drama, que é a crise de abastecimento de oxigênio no país inteiro e que também já está afetando alguns municípios aqui do estado, nós temos buscado todos os meios para ajudar os municípios. Para dar suporte aos municípios, tenho mantido contato direto com o Ministério da Saúde”, disse a governadora em uma rede social.

“Fiz contato na sexta-feira (19) com o governador do Amazonas, Wilson Lima, que foi solidário e garantiu que os concentradores de oxigênio chegam ao RN já neste domingo”, reforçou. Ela disse ainda que o MS confirmou a chegada desses concentradores, “bem como de 160 cilindros que chegarão ao RN até esta quarta-feira”.

A preocupação com o oxigênio acontece por conta da pressão sobre os leitos críticos de Covid-19 e o aumento nos casos da doença. Segundo o Regula RN neste domingo, mais de 95% dos leitos críticos do estado estavam ocupados. A fila tem mais de 120 pacientes no aguardo para ocupar um dos 14 leitos disponíveis. As UPAs em Natal também têm atuado com superlotação.

Na madrugada e manhã de sábado (20), a alta demanda de casos de Covid-19 com agravamento no hospital municipal de Ceará-Mirim fez com que sete pacientes precisassem ser transferidos para outros municípios do estado pelo risco de desabastecimento de oxigênio na unidade hospitalar.

Situação crítica

Mais de 60 cidades do Rio Grande do Norte informaram que estão com dificuldades para comprar oxigênio no mercado. É o que aponta o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN (Cosems), que publicou o levantamento nesta sexta-feira (19). De acordo com o conselho, 117 municípios responderam ao questionamento entre os dias 17 e 18 de março – isso representa cerca de 70% das 167 cidades do estado. Desses, 54,2% sofrem para adquirir o oxigênio – 63.

De acordo com o Prefeito de São Rafael, Reno Marinho, o município também poderia sofrer a qualquer momento com o desabastecimento de oxigênio. O que causa preocupação aos rafaelenses e exige maior cuidados para evitar que mais pessoas sejam contaminadas.

São Rafael/RN: Fim de semana é marcado por “explosão” de casos da covid-19

De acordo com o boletim divulgado neste sábado (20), os casos somam 17 infectados em acompanhamento , ou seja 05 casos a mais nas últimas 24h. Ainda de acordo com o boletim, o número de internados também registra aumento; 4 internados, sendo, 2 transferidos. Suspeitos somam 22. Ao total o município soma 426 confirmados. Curados 399.

Nos próximos 15 dias será crucial manter atenção, o vírus está proliferado por toda parte e exige responsabilidade de cada cidadão e novas medidas de controle. Vale ressaltar que todo o Estado passa por uma nova onda e nos interiores os casos podem está na fase inicial.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  •  
  •  
  •  
  •  

Janiquele Brígida

Redatora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *