São Rafael Notícias

A informação em tempo real – Sâo Rafael RN

COVID-19 Rio Grande do Norte

Covid: Sesap avalia reabrir leitos

Os índices de ocupação de leitos no Rio Grande do Norte voltaram a subir. No final de semana, no domingo (12), foi registrada taxa de 68,18%, maior índice desde o dia 15 de fevereiro de 2022.

O número total de leitos disponíveis, no entanto, era 73% menor, em razão de muitos leitos terem sido revertidos para outras doenças. Para especialistas em saúde, o momento da pandemia requer atenção.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) já avalia reabrir leitos de retaguarda. Atualmente, a ocupação está em 43% em leitos críticos e 23% em leitos clínicos.

Leitos covid

Ainda de acordo com Diana Rêgo, a secretaria já avalia que o atual momento da pandemia no RN e no Brasil seja de uma quarta onda da covid.

“Vírus tem um comportamento sazonal”

O que explica o atual momento da pandemia, com aumento de casos não só no Estado, mas no Brasil todo?

Nos parece que o vírus tem um comportamento sazonal, é o que está parecendo, não está confirmado. Mas se formos observar, ano passado tivemos um pico mais ou menos a essa época, com vários casos de covid. Esse ano estamos tendo novamente agora em maio, junho. A diferença é que são variáveis diferentes. Ano passado era variante Gama e esse ano é a ômicron, que é muito mais transmissível, mas não causa tantas enfermidades, hospitalizações quanto a gama causava. E temos uma taxa de imunização bem mais avançada do que no ano passado. Temos observado uma transmissibilidade muito grande e isso se dá também porque as pessoas deixaram de usar máscaras. Associamos muito a um relaxamento maior no uso de máscaras que é uma barreira física importante para se evitar essa transmissão de qualquer vírus respiratório, seja ele Influenza ou Covid-19. A partir do momento em que as pessoas relaxam mais no uso da máscara, temos queda de temperatura, as pessoas se aglomeram mais, as pessoas vão mais para as festas, então temos um conjunto de fatores que podem ajudar a disseminação maior de vírus respiratórios. 

Janeusa Trindade de Souto– imunologista, professora da UFRN para a Tribuna do Norte

“Aumento de casos de covid é principalmente na população com doses atrasadas’, diz pesquisador sobre contaminação no RN

O aumento de casos de Covid registrado nos últimos dias ocorre, principalmente, na população que mais tem alguma dose da vacina em atraso. A afirmação é do professor Ricardo Valentim, do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais/UFRN) e foi dada em entrevista hoje, terça-feira (14).

Segundo o pesquisador, a maior incidência de caso atualmente é na faixa de idade entre 18 e 50 anos – a que mais possui doses atrasadas.

“A grande recomendação é tomar a vacina. Hoje esse aumento de casos é principalmente na população de 18 a 50 anos, a população que está com suas doses atrasadas”, diz.

Ricardo Valentim reforça que aproximadamente 700 mil pessoas estão com alguma dose do imunizante em atraso em todo o estado.

De acordo com o pesquisador, o RN deveria ter alcançado a marca de 70% de sua população com a 3ª dose da vacina (dose de reforço), o que não ocorreu.

Apesar do aumento no número de casos diários, a situação ainda não é crítica.

“Hoje temos 15. Quando a Ômicron chegou, tivemos 120 pacientes internados e antes, com a Gama, tivemos mais de 400 pacientes”. Finalisou.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA COM ALGUÉM:
  • 11
  •  
  •  
  •  

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.